Páginas

21 maio 2011

QUEDA NO INDICE DE ROUBOS DE VEÍCULOS EM BARUERI.






Na terça-feira, 17, fez um ano que a Prefeitura de Barueri ampliou o número de guardas municipais nas ruas da cidade com a remuneração das horas extras trabalhadas pelos profissionais de segurança. A medida contribuiu para a queda dos índices de criminalidade registrados no município – em um ano, os roubos de veículos em Barueri diminuíram em 38,6%, conforme estatísticas divulgadas pela Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP–SP), que também revelam reduções em outros indicativos.

No primeiro quadrimestre do ano passado, quando os guardas ainda não trabalhavam em parte das suas folgas, 75 veículos foram roubados em Barueri. No mesmo período deste ano, já com os guardas dedicando parte de seus momentos de descanso à causa pública, os roubos de veículos caíram para 46 casos (-38,6%).

Ainda de acordo com os dados da SSP-SP, de janeiro a abril deste ano, Barueri reduziu em 20,2% as ocorrências de outros tipos de roubos em relação aos quatro primeiros meses de 2010. Seguindo com a comparação entre esses períodos, os furtos tiveram diminuição de 17,2%. Neste ano, até o mês de abril, não houve roubos a bancos na cidade.

Os homicídios dolosos ficaram na taxa de apenas 2,08 por 100 mil habitantes no primeiro quadrimestre de 2011 em Barueri. O número é 79,2% menor do que o patamar estipulado como violência epidêmica pela Organização Mundial de Saúde (10/100 mil) e está 91,6% abaixo da média nacional (25/100mil). O período também registrou 30% de recuo nas tentativas de homicídio em relação aos mesmos meses do ano passado.

Para o secretário dos Assuntos de Segurança, Edson Santos da Silva, as quedas dos índices de criminalidade são reflexos da valorização dos profissionais da área de segurança."O nosso guarda municipal é o mais bem pago do Brasil", completa.

Edson explica que antes do pagamento ao trabalho suplementar em conformidade com as determinações legais trabalhistas, muitos guardas arriscavam-se nos chamados bicos (serviços extras, fora da jornada da corporação). Já com a remuneração das horas extras, há um efetivo extraordinário que, somado ao contingente regular, resulta em mais de 300 profissionais distribuídos pelos espaços públicos da cidade. "Quem ganha com isso é a comunidade porque o nosso profissional trabalha satisfeito, contente com os rendimentos e tem o apoio da instituição", relata.

O secretário de Segurança também destaca o trabalho integrado com as polícias Civil e Militar como decisivo no combate à criminalidade. "Além disso, também temos grandes investimentos do governo municipal em infraestrutura e inclusão social, isso ajuda muito", afirma Edson.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com