Páginas

12 maio 2011

GCM reforça segurança após ataque em Sto.André


terça-feira, 10 de maio de 2011 7:29


Henrique Munhos
Especial para o Diário

9 comentário(s)

O comando da GCM (Guarda Civil Municipal) de Santo André reforçou a segurança na sede da corporação, na Vila Palmares, após o local ser metralhado por volta da 0h de ontem. Segundo o sargento Roberval de Jesus, 40 anos, oito guardas foram deslocados para a sede. Além disso, a Rua Coronel Celestino Henrique Fernandes foi fechada com cavaletes.
A CGM também recebeu denúncia de que a base instalada no Parque Central seria atacada na madrugada de hoje. Por isso, três viaturas e oito homens também farão ponto fixo no local.
A sede da GCM foi metralhada por dois bandidos, que chegaram em uma motocicleta e dispararam cerca de 11 tiros contra a guarita da entrada. No momento da ação, nenhum guarda estava no local atingido pelos disparos.
No momento do ataque, os dois guardas que trabalhavam na vigia estavam em ronda em volta das instalações.
Logo após os disparos, a Polícia Militar foi contatada e começou a rondar entre as vias mais próximas em busca dos criminosos. Às 2h20, uma viatura da Romu (Ronda Ostensiva Municipal) encontrou uma motocicleta e, quando partiu para a abordagem, os bandidos fugiram.
Na perseguição aos criminosos, a viatura foi surpreendida por seis homens na favela Tamarutaca, onde houve um tiroteio. O carro da Romu foi atingido por três disparos, e os bandidos fugiram. Logo após a troca de tiros, a polícia apreendeu nove cápsulas de pistola calibre 45 e algumas cápsulas de pistola calibre 38.
A Polícia Militar disse que ainda não há suspeita sobre quem seriam os responsáveis pelo ataque. Mas informou que descarta a hipótese de ter sido ação do PCC (Primeiro Comando da Capital).
O comandante da GCM de Santo André, José Roberto Ferreira, 45 anos, afirmou que alerta havia sido emitido aos guardas por conta do indulto do Dia das Mães. "Porém, nunca havíamos sofrido um ataque desse tipo."
Ferreira disse que fontes não oficiais disseram que o ataque pode estar relacionado à comemoração de cinco anos dos ataques do PCC em todo o Estado.
Na Capital, dois homens, que mais tarde foram presos, atiraram na madrugada de ontem contra uma companhia da Polícia Militar no Jardim Julieta. Os tiros atingiram o prédio e um carro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com