Páginas

20 março 2011

PM e Guarda Municipal combatem as ‘saidinhas de banco’

anho da fonte: A- A+Por: Fernanda Pereira e Rodrigo Mendonça 18/03/2011

Policiais militares e agentes da prefeitura ficarão em contato permanente para comunicar tentativas de assaltos e também alertar sobre suspeitos rondando agências

A Guarda Municipal de Niterói vai atuar no combate aos crimes conhecidos como “saidinhas de banco” em vários pontos do município. Mais de trinta agentes serão distribuídos nos bairros que concentram maior número de agências bancárias como Centro, Icaraí e Fonseca. Eles terão radiotransmissores que os colocarão em contato direto com cabines da Polícia Militar para comunicar casos de tentativas de assaltos e alertar sobre pessoas em atitude suspeita rondando as agências. Segundo a Secretaria Municipal de Segurança, o objetivo é auxiliar o 12º BPM (Niterói) a reduzir o número de ocorrências dessa modalidade de crime.
“A cidade possui um alto número de assaltos próximo a agências bancárias. Percebemos o problema e vamos ajudar dentro de nossa competência. Colocaremos agentes patrulhando as regiões bancárias do Centro e Icaraí porque o número de casos nesses locais é maior. Vamos priorizar os bancos que fazem pagamentos de aposentados, já que os idosos são as maiores vítimas desses golpes”, explica o secretário de Segurança e Controle Urbano, Wolney Trindade.
Na tarde de sexta-feira, alguns guardas já faziam patrulhamento na porta de agências bancárias da Avenida Ernani do Amaral Peixoto, no Centro. Inicialmente, a Secretaria de Segurança fornecerá um radiotransmissor para a cabine da Polícia Militar localizada em frente à estação das barcas. Os guardas estão sendo orientados dar o alerta imediatamente em casos de movimentações suspeitas.
“A Guarda Municipal ainda não é armada, mas dessa forma poderemos agilizar a comunicação e facilitar o trabalho da polícia. Vou enviar ao comandante do batalhão, tentente-coronel Paulo Henrique Moraes, um mapa com os locais já ocupados por nós, assim ele ficará ciente dos pontos em que nós já estamos na hora de distribuir seu efetivo. Acho que o único jeito de reduzirmos os índices criminais é trabalhando juntos”, avalia.
Os agentes vão também coibir vendedores irregulares na frente de agências bancárias. O secretário acredita que a limpeza visual dessas áreas, ajuda a fiscalização da polícia.
“Bandidos podem se aproveitar da desorganização de barracas de camelôs para se esconder. Essas bancas também atrapalham a visão dos policiais, que passam em viaturas e não conseguem ver o interior do banco. Trata-se de área de segurança Federal, nós precisamos respeitar isso”, lembrou Wolney.
O comandante do 12º BPM, tenente-coronel Paulo Henrique Moraes, informou que as saidinhas de banco ocorrem normalmente no Centro, mas não informou quantos registros são feitos na cidade mensalmente. Segundo ele, a Polícia Militar já tem adotado várias medidas para reduzir o número de roubos de rua em geral, mas salienta que a ajuda da Guarda é bem-vinda.
“Se o Wolney tiver como nos auxiliar dentro das competências da Secretaria de Controle Urbano e Segurança, será positivo. Principalmente se tiver como nos fornecer ainda mais informações sobre as ocorrências. O batalhão estará disponível para receber essas comunicações e atuar”, declarou.

Memória – 
Casos de “saidinha de banco” têm se tornado rotina nos boletins de ocorrências em delegacias de Niterói. No início deste mês, um homem sacou R$ 500 de um caixa eletrônico em Icaraí e em seguida foi atacado. Mas o suspeito acabou detido pela polícia e o dinheiro recuperado.
O Fonseca, no passado, foi um dos bairros que mais registrou crimes do tipo. Em agosto, uma idosa de 69 anos sacou R$ 5 mil de agência bancária da Alameda São Boaventura e foi seguida até a porta de casa por um homem armado, que levou todo o valor.
A audácia dos bandidos é tanta que nem policiais escapam em certos casos. No dia 9 de fevereiro de 2010, um inspetor da Polícia Civil foi vítima de uma “saidinha de banco” ao sacar dinheiro de um banco também no Fonseca. Além de perder R$ 4,4 mil, o agente  ainda foi agredido covardemente pelos ladrões. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com