Páginas

03 abril 2011

Operação contra a pirataria em SP apreende 10 milhões de produtos




Terminou, em São Paulo, a operação de combate à pirataria, contrabando e sonegação fiscal que vinha sendo desenvolvida na região da Rua 25 de março pela Secretaria de Segurança Urbana de São Paulo, com apoio do Conselho Nacional de Combate à Pirataria (CNPC), do Ministério da Justiça e outras instituições. No total, foram apreendidos 10 milhões de produtos ilegais, entre relógios, óculos, bolsas, tênis, roupas e equipamentos eletrônicos, que resultaram em 300 toneladas de produtos. O valor estimado dos produtos apreendidos é de R$ 400 milhões. A operação durou 12 dias e mobilizou mais de 400 agentes federais, estaduais e municipais. 

Também foram apreendidos documentos, cheques e dinheiro em espécie. Durante a ação policial, foram encontradas paredes e fundos falsos (teto, parede ou móvel) em pelo menos 50% das lojas vistoriadas. Os fundos falsos escondiam estoques de mercadorias ilegais, falsificadas e contrabandeadas. A secretária-executiva do CNPC, Ana Lúcia Gomes Medina, a secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, e o secretário municipal de Segurança Urbana, Edsom Ortega, acompanharam as apreensões e a interdição do prédio e do elevador do Shopping 25 de Março. 


De acordo com os agentes, mais de 600 pessoas, entre proprietários de estabelecimentos, funcionários, seguranças e compradores, estão sendo investigados em inquéritos coordenados pelo Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic) da Polícia Civil paulista. 


A operação na capital paulista faz parte do projeto "Cidade Livre de Pirataria", que integra órgãos do governo federal, do estado e do município no planejamento de ações conjuntas. A iniciativa já existe em Brasília, Curitiba e São Paulo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com