Páginas

30 abril 2011

Armas que não matam


Secretária Regina Miki entregou doações em Diadema nesta terça-feira; outras cidades receberão doações em até seis meses

Derla Cardoso Agência BOM DIA

A secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, veio à Diadema nesta terça-feira (26) para entregar 25 armas não letais para a Guarda Civil Municipal. Os equipamentos custaram R$ 50 mil e foram comprados pelo Ministério da Justiça com verbas provenientes do Pronasci ( Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania) de 2010.

O município foi o primeiro do ABCD a receber as doações, as próximas cidades da região devem ser contempladas em no máximo seis meses, período na qual será feita a campanha de desarmamento do país, segundo a chefe da pasta.

As armas são do tipo Taser, de choque elétrico, que imobilizam o agressor. De acordo com a  prefeitura, dentre as situações nas quais os guardas utilizarão os equipamentos estão a Operação Integrada de Fiscalização, que acontece todos os finais de semana em diversos pontos da cidade com a participação de fiscais da administração, GCMs e policias militares e civis.

Segundo a secretária, o ministério fez um investimento de R$ 20,3 milhões na compra das armas e o custo médio foi de R$ 2 mil por cada estojo. “Nós acreditamos que o uso desse tipo de equipamento evita a perda desnecessárias de vidas. A arma tem um poder paralisante muscular. Temos um laudo do Instituto do Coração (InCor) que  não teria qualquer complicação mesmo se a pessoa tiver problema cardíaco”, explicou Regina.

A chefe da pasta explicou que as cidades que receberão as doações pertencem à região metropolitana. Só no estado serão entregues 400.
O secretário de Defesa Social da cidade, Arquimedes Andrade, elogiou a doação. “As armas não letais são uma forma de segurança com respeito à vida. Nós achamos que os criminosos têm de pagar pelo que devem na cadeia e não com a  morte. O uso desse armamento já é uma discussão antiga na cidade.”

Durante o evento, o prefeito de Diadema, Mário Reali, disse que o uso das armas deve ser feito em último caso. Reali também comentou os últimos números dos índices de violência da cidade. “Registramos queda de 52,38% no número de homicídios no primeiro trimestre de 2011, comparado ao mesmo período do ano passado. Temos que ficar atentos com esses números, pois as tentativas de homicídios continuam no mesmo patamar. Temos que buscar resultados e comemorar sem euforia”, disse.
Prática/ O treinamento que os guardas municipais receberão para usar o equipamento será feito por integrantes da Força Nacional. Inicialmente, 50 profissionais usarão as armas. Os critérios para escolha foram definidos pela classificação dos GCMs em concurso interno para a habilitação para uso de arma de fogo.

IntegraçãoA secretária Regina Miki também informou que há intenção de firmar um convênio com o Consórcio Intermunicipal para beneficiar as sete cidades da região. “Já existe um grupo de trabalho em contato conosco.”

25
armas não letais foram entregues na cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com