Páginas

07 junho 2011

Guarda municipais reivindicam liberação das armas de fogo em protesto


Manifestação foi motivada por atentado a uma equipe de guardas no parque ecológico do Bairro 1º de Maio

Publicação: 03/06/2011 08:01 Atualização: 03/06/2011 08:16
Depois de atentado os guardas fizeram manifestação em Belo Horizonte (Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press. Brasil)
Depois de atentado os guardas fizeram manifestação em Belo Horizonte
Um suposto atentado a tiros contra uma equipe de guardas municipais de Belo Horizonte resultou num protesto da categoria. Dezenas deles se reuniram na noite de quinta-feira em frente à sede da corporação, na Avenida dos Andradas, no Centro da capital. Eles reivindicavam a liberação das armas de fogo para atuarem nas ruas, além da implantação do plano de carreira. O armamento da Guarda Municipal foi comprado em 2006, mas nunca foi usado.

Wellington Cesário, que preside a associação dos guardas municipais de BH, questiona a demora para implantação do grupo armado. “São 300 revólveres calibre 38 e 50 pistola 380 que estão guardados. Nem o porte de armas é dado aos guardas, que trabalham sob o risco de agressões como a de hoje (ontem)”, reclamou.

Segundo Cesário, três guardas trabalhavam no parque ecológico do Bairro 1º de Maio, na tarde de quinta, quando, no horário de fechamento, foram hostilizados por alguns adolescentes que não queriam deixar o local. Os rapazes saíram, mas retornaram momentos depois e disparam três tiros, que atingiram as duas janelas traseiras da viatura, que estilhaçaram.
Extraída de: http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2011/06/03/interna_gerais,231754/guarda-municipais-reivindicam-liberacao-das-armas-de-fogo-em-protesto.shtml

O comandante da Guarda Municipal, Ricardo Belione Menezes, disse que foram adotadas as providências para apurar o atentado a tiros, o primeiro do gênero contra uma equipe da corporação. Ele, porém, alertou que não há confirmação de que os vidros foram quebrados por tiros. 

Menezes acrescentou que, num primeiro momento, não terá reforço da equipe que atua no parque e nem mesmo solicitação para que militares armados acompanhe seu pessoal. Quanto à liberação das armas para os integrantes da corporação, ele garantiu que o processo, depois de questionamentos na Justiça, está em andamento, e nos próximos meses as primeiras armas serão entregues para atuação em campo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com