Páginas

13 fevereiro 2011

Base Comunitária de Ação Conselheira em Direitos Humanos, ou simplesmente – “Base Cidadã”.


Podemos vericar através da a proposta do Governador Geraldo Alkimin que as que unidades da Polícia Militar de São Paulo vão começar a registrar ocorrências de furto, extravio de documentos, placas de veículo e celulares e encontro de pessoas desaparecidas, ou seja o registro de ocorrencias pela delegacia digital,.
Essa ídéia já havia sido proposto pelo Inspetor Pimentel, dentro do Projeto Base Cidadã, como podemos verificar na publicação que foi postado neste blog, em 03 de novembro de 2009, conforme segue, bem como no trabalho de pesquisa apresentado na Escola de Comando da GCM.
As boas idéis devem ser colocadas em prática para beneficiar a população, parabéns a Policia Militar.
terça-feira, 3 de novembro de 2009

Relembrando: Inspetor Reginaldo César PIMENTEL foi o primeiro colocado no Concurso Melhores Projetos do Curso de Conselheiros em Direitos Humanos, promovido pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos.

Inspetor Reginaldo César PIMENTEL foi o primeiro colocado no Concurso Melhores Projetos do Curso de Conselheiros em Direitos Humanos, promovido pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos.
 
Projeto: Base Comunitária de Ação Conselheira em Direitos Humanos, ou simplesmente – “Base Cidadã”.
 
Da esquerda para direita: Prefeito Gilberto Kassab, Inspetor Pimentel, e o Secretário da SMDH, Ex-Ministro da Justiça José Gregori.

O Inspetor Pimentel, hoje prestando serviços no NAA - Núcleo de Acompanhamento e Averiguação da CGGCM, no mês de março recebeu das mãos do Prefeito da Cidade de São Paulo Gilberto Kassab, 02 computadores completos, um para ele outro para sua Unidade, mais placa de prata, como prêmio de 1º (primeiro) colocado do Concurso dos Melhores projetos do Curso de Conselheiros em Direito Direitos Humanos da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, com o projeto Base Comunitária de Ação Conselheira em Direitos Humanos – “Base Cidadã”.
O projeto propõe a instalação de Bases Comunitárias Móveis ou Fixas em locais de grande fluxo de pessoas que tem por objetivo trabalhar com a promoção e defesa dos Direitos Humanos de forma diretamente ligada aos grupos vulneráveis e com a população de modo geral, dentro de uma perspectiva pedagógica de construção de uma sociedade democrática e digna.
O Projeto prevê a instalação de Microcomputadores ou Leptop’s onde o GCM poderá prestar, além do serviço de proteção de bens, serviços e instalações, um atendimento que vai desde uma simples informação sobre endereço de determinado órgão que atenda questões relacionadas às concessionárias públicas (ex. Sabesp, Eletropaulo, bancos, etc.), sobretudo, a respeito da rede de atendimento de promoção e defesa dos direitos humanos, bem como disponibilizar de maneira rápida os serviços disponíveis na Delegacia Eletrônica (Confecção de Boletins de ocorrência de Furto de Veículos, Furto/Perda de Documentos, Desaparecimento de Pessoa, Encontro de Pessoa, Furto/Perda de Placas e Furto/Perda de Celular).
A “Base Cidadã” possibilitará que o GCM possua conhecimento da comunidade e possíveis desrespeitos aos Direitos Humanos em sua área de atuação, e através de relatórios diários dos eventos ocorridos possibilitará uma intervenção e diagnóstico dos problemas locais e dos serviços prestados na rede de promoção e defesa dos Direitos Humanos.

A “Base Cidade” conterá compêndio (digitalizado ou não) com todas as políticas públicas implementadas no município que estejam ligadas a defesa dos direitos humanos e cidadania, bem como a rede de atendimento.
Dos resultados espera-se que a população tenha a possibilidade de encontrar em cada ente as sociedade ligadas a promoção e defesa dos Direitos Humanos, o devido apoio no seu efetivo exercício de cidadania, e “é a cidadania que nutrem sua razão de ser, tornando-se iguais a todos os membros da comunidade, em direitos e deveres”(Balestreli,2003).

Postado por Associação de Inspetores das Guardas Municipais às 08:35
__________________________________________________________________________
31/01/2011 - 21h47

Unidades da PM vão registrar boletins de ocorrência em SP

 
O governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou nesta segunda-feira que unidades da Polícia Militar de São Paulo vão começar a registrar ocorrências de furto, extravio de documentos, placas de veículo e celulares e encontro de pessoas desaparecidas.
Uma companhia da PM, na zona leste de São Paulo, ainda não divulgada, será a primeira unidade a participar do projeto piloto, que será iniciado dentro de 15 dias, segundo informação da Secretaria de Segurança Pública.
As ocorrências registradas pela PM serão repassadas para a Polícia Civil. Ainda de acordo com a secretaria, policiais civis passarão a se concentrar em casos mais graves e nas investigações criminais. Caso o sistema seja aprovado, será estendido para todo o Estado.
Alckmin afirmou que o site da Delegacia Eletrônica --hoje responsável pela elaboração de 20% das ocorrências-- será ampliado para atender até 40% dos registros.
Para a ampliação da Delegacia Eletrônica, o governador falou em aumento do atendimento call center e mais policiais.
Segundo a secretaria, a medida busca ampliar o acesso da população carente aos serviços prestados pela polícia por meio da Delegacia Eletrônica, o que deve descongestionar as delegacias.
 


__._,_.___


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com