Páginas

01 janeiro 2011

Araraquara – Delegado assumirá Secretaria Municipal de Segurança


227886O delegado aposentado Eli Schiavi, de 60 anos, será o novo secretário municipal de Segurança Pública. Ele ocupará o cargo até então ocupado pelo coronel da reserva José Antônio Spera. A definição do nome de Eli, como o novo secretário é conhecido, foi feita após uma reunião entre ele e o prefeito Marcelo Barbieri (PMDB), na quinta-feira à noite.
O delegado trabalhou nas delegacias especializadas de Araraquara e, desde 1986, é professor titular da Academia de Polícia Civil de Ribeirão Preto e São Paulo.
Eli nasceu na cidade de Promissão, na região de Lins. Foi escrivão por dez anos e, depois de se tornar delegado, permaneceu mais 20 anos na Polícia Civil. Pela instituição, atuou em Ibaté, Presidente Prudente e Jundiaí, antes de vir, em 1990, para Araraquara. Aqui, atuou nas Delegacias de Investigações Gerais (DIG) e Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) até 1997, quando se aposentou. Desde 1986, é professor da Academia da Polícia Civil nas disciplinas de Direito, Inquérito Policial, Lei Maria da Penha e Excelência pela Qualidade do Atendimento.
“Para mim foi uma surpresa esse convite. Eu estava viajando e, quando cheguei, tive a reunião com o prefeito. Eu disse a ele que irei tentar, e prometo trabalhar bastante”, diz Eli Schiavi, que deve ter o nome apresentado oficialmente amanhã. A nomeação formal, no entanto, será somente no dia 3 de janeiro, quando o prefeito retorna de férias. “Precisávamos de alguém com conhecimento em segurança”, frisa Barbieri, que manterá Spera na Prefeitura, mas sem revelar qual Secretaria ele irá assumir.
O delegado garante que, a partir de agora, tomará conhecimento do orçamento da Secretaria e dos detalhes administrativos da pasta. Para o novo secretário, a Guarda Municipal deve se somar ao trabalho policial, porém, de forma coordenada. “A Guarda não é um patinho feio da segurança. Ela está na Constituição Federal, mas o que precisa é de uma melhor regulamentação das suas atividades”, afirma. “O guarda pode ser armado, desde que haja uma boa preparação, assim como fizemos em Ribeirão Preto.”
Sobre o afastamento da Polícia Militar do projeto de videomonitoramento da cidade, assumido pela Guarda Municipal, o delegado diz não ter ainda detalhes sobre os fatos, mas garante que irá buscar alternativas para os militares acompanharem as imagens. “Hoje, quem vê não pode prender. E quem pode prender não vê. Precisaremos ver tudo isso e conversar para que haja interligação da comunidade com a Polícia. E todos unidos em busca da redução da criminalidade.”
O novo secretário promete buscar a união entre as forças policiais. “Quando a bandidagem vir que a comunidade está unida com a polícia, eles mesmos procurarão outro canto.” Eli também acompanhará de perto os índices criminais e as reuniões junto à população nos bairros. “Sabemos que os roubos a mão armada e a residências estão assustando a população. E vamos tentar colaborar para reduzir esses crimes.”
Autor: danilo_soler@ig.com.br - Categoria(s): Notícias

Um comentário:

  1. COMENTÁRIO QUE POSTEI SOB A MATÉRIA ORIGINAL

    Fico muito feliz quando uma guarda Municipal é contemplada com uma gestão de caráter civil. É cediço que as policias militares combatem a proliferação de Guardas Municipais bem como reúnem esforços para controlar suas ações. Polícia é assunto de interesse local e isso um dia será realidade. Ilustre Doutor Eli Schiavi desejo sucesso na sua empreitada e todos nós (Guardas Civis) estamos na torcida por esse sucesso. Gostaria de deixar um pequeno cometário sobre o trecho em que o senhor faz uma referência sobre o vídeomonitoramento.

    ipsis liteirs "Hoje, quem vê não pode prender. E quem pode prender não vê".

    Data Vênia doutor, aqui em São Paulo os Guardas Civis da Central de Monitoramento quando visualizam condutas delitivas despacham as viaturas que, ao depararem como ilícito penal prendem sim, ou melhor, conduzem para a autoridade competente que ratifica a prisão. Portanto, a Guarda Civil pode e deve, como orgão do ente federativo, prender qualquer que esteja em flagrante delito. Tenho certeza que o nobre Doutor sabe de tudo isso com propriedade e saberá conduzir a Guarda Civil de Araraquara para um atendimento de excelência e, consequentemente, diminuir os índices de criminalidade desta cidade.


    Saudações em Azul Marinho!!!

    POR UM BRASIL MAIS SEGURO

    Almir Branco do Portal do Guarda Civil

    ResponderExcluir

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com