Páginas

16 janeiro 2011

Morre o Último Comandante da Guarda Civil do Paraná e Primeiro Comandante da Guarda Municipal de Curitiba

Desencadeado pelo Golpe Militar, por meio dos Decretos–Lei Federais 667, de 2 julho de 1969 e 1070, de 30 de dezembro de 1969, os municípios tornaram-se impossibilitados de exercer a segurança pública.
Em 1969, a Guarda Civil pertencendo ao Governo do Estado do Paraná desde o ano de 1937, passou então a estar diretamente subordinada à Polícia Militar do Estado, sendo esta corporação efetivamente extinta em 17 de julho de 1970. Estava a frente do Comando da Guarda Civil do Paraná, o DR. JOSÉ CARLOS BRANCO

Com a queda do Regime Militar e a segurança municipal deficitária, começou a se cogitar a possibilidade de reorganizar as Guardas Municipais nas grandes cidades e regiões metropolitanas.
Neste mesmo período, Curitiba enfrentava um aumento repentino de criminalidade, bem como depredações em seus “próprios“ municipais, despertando a necessidade de se criar um grupo diferenciado, onde proteção à população seria a sua prioridade, pois “o povo em coro clama pela volta da Guarda Civil”.
Com este intuito, em 17 de julho de 1986, exatamente 16 anos após a sua extinção, o Prefeito Municipal Roberto Requião sancionou, com aprovação da Câmara Municipal dos Vereadores de Curitiba, conforme as prerrogativas inerentes ao seu cargo, o Projeto de Lei n.º 56/84, de autoria do Vereador José Maria Correia, surgindo assim a Lei n.º 6867, que criou o Serviço Municipal de Vigilância - VIGISERV.
A autonomia municipal se consolidou através da Carta Magna de 1988, que conferiu aos municípios a faculdade de “criar novamente” as Guardas Municipais, seguindo o estatuído em seu Artigo 144, § 8º.
Desse modo, aplicando o preceito legal da Constituição da República Federativa do Brasil, a VIGISERV teve a sua denominação alterada por meio da Lei n.º 7356/89, passando a ser denominada Guarda Municipal de Curitiba, com o lema: “PRO LEGE SEMPER VIGILANS” (Pela Lei, Sempre Vigilantes) – lema este, oriundo da extinta Guarda Civil do Paraná.
Novamente estava a frente do Comando desta renovada Instituição o DR. JOSÉ CARLOS BRANCO, o qual foi Diretor da Guarda Municipal de Curitiba de 04 de agosto de 1988 à 24 de julho de 1990.
Durante os anos de 1970 a 1986, o Dr. Branco trabalhou na Polícia Civil, onde assumiu a função de Delegado de Polícia, vindo a contribuir significativamente para com o combate a criminalidade. Dedicou a sua vida a causa pública, valorizando e respeitando o cidadão paranaense e em especial o cidadão curitibano, onde cumpriu a maior parte da sua jornada laboral. Ficam aqui registradas as nossas homenagens ao nosso primeiro Diretor, que no dia 14 de janeiro do corrente, foi requisitado para cumprir novas missões conforme os desígnios de Deus.
Descanse em paz Dr. José Carlos Branco.

2 comentários:

  1. Dr José Carlos Branco...símbolo de homem honesto e de caráter ímpar! Esteja com Deus...e nós com as melhores lembranças!

    ResponderExcluir
  2. Dr Branco como o conheciamos, uma das pessoas mais fabulosa e honesta que a polícia do parana conheceu. Que Deus sempre o ilumine.

    ResponderExcluir

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com