Páginas

04 dezembro 2011

Torcedores são presos em rodada de clássicos


A rodada de clássicos do Campeonato Brasileiro também é de trabalho para a Polícia Militar. Em São Paulo, onde o Corinthians pode ser campeão neste domingo diante do rival Palmeiras, um torcedor alviverde foi prese com armas brancas na zona leste. O episódio aconteceu por volta das 12h30, na Rua Doutor Luís Aires, próximo ao metrô Itaquera.

Com o torcedor foram apreendidos tacos de beisebol, cabos de inchadas, barras de ferro, sinalizadores e fogos de artifício. Os policiais interceptaram o carro em que estavam os suspeitos, sendo que alguns homens conseguiram fugir a pé. O caso está foi apresentado no 24º Distrito Policial.

Mais confusão
Torcedores de Vasco e Flamengo se envolveram em um confronto na Avenida Brasil, na altura de Ramos, próximo ao viaduto que dá acesso à Ilha do Governador. Segundo informações do 22º Batalhão, da Maré, um carro passou atirando e deixou três pessoas feridas, que foram levadas ao Hospital Gerak de Bonsucesso. Ninguém foi preso.

No entorno, também houve brigas entre facções vascaínas e rubro-negras. A polícia deteve quatro torcedores e o restante conseguiu fugir. Um dos carros de polícia que foi ao local teve o para-brisa quebrado.

Já a Guarda Municipal prendeu neste domingo, às 10 horas, quatro pessoas no bairro de Pinheirinho, em Curitiba. O grupo, que tinha torcedores de Coritiba e Atlético-PR, estava num carro Marea e levava bombas de fabricação caseira, artefatos explosivos e fogos de artifício.

De acordo com informações da Prefeitura, a Guarda Municipal do Terminal do Pinheirinho recebeu a denúncia de que torcedores passaram pelo local fazendo ameaças relacionadas ao clássico AtleTiba. Atlético-PR e Coritiba se enfrentam neste domingo, às 17 horas, na Arena da Baixada.

Ônibus do Fla é atacado por vascaínos

O ônibus da delegação do Flamengo foi atacado por torcedores do Vasco ao chegar nos arredores do Engenhão neste domingo para o clássico, válido pela última rodada do Brasileirão. Os torcedores jogaram latinhas e balançaram o veículo. A polícia agiu rapidamente, até de forma truculenta com gás de pimenta e bombas de efeito moral, controlando a situação. Um dos agressores, que tacou uma latinha no ônibus rubro-negro, acabou preso.

O comandante do Gepe, o tenente-coronel Fiorentini lamentou o episódio. “Em nome da Polícia Militar, peço descupas pelo ocorrido, mas os torcedores parecem não saber que as equipes precisam chegar ao estádio. Infelizmente, ocorreu esse fato, mas orientamos e tivemos que intervir com algumas substâncias químicas”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com