Páginas

11 julho 2011

Guarda Municipal de Londrina completa um ano nesta terça-feira

Juliana Leite


A Guada Municipal de Londrina completa nesta terça-feira (5) um ano de atividades. Com novos equipamentos e módulos de operação em diferentes pontos da cidade, a corporação tem ganhado apoio da sociedade nesses 12 meses. No entanto, o efetivo policial reduziu e 12 agentes pediram demissão da corporação neste período.

De acordo com o secretário municipal de Defesa Social, Joaquim Antonio de Melo, muitos dos agentes pediram desligamento da corporação por terem passado em concursos que pagam salários melhores. Segundo ele, o salário dos guardas municipais gira em torno de R$ 1.400 por mês. "Eram 249 no início da corporação e agora contamos com 236 integrantes. Se pensar, não foi uma redução drástica", avaliou.
Embora tenha sido instalada em meio a opiniões contrárias da população e parte dos governistas, segundo o secretário, a Guarda Municipal tem ganhado apoio da população. "Mudou toda aquela posição inicial, de quando as pessoas não achavam que seria necessário os novos guardas. Mas acredito que o índice de aprovação é de quase 100%, mesmo com todos os contratempos que tivemos", disse.
A Guarda Municipal atende, inclusive, as pessoas que vivem na zona rural de Londrina. "Temos base fiza no distrito de Paiquerê e em São Luís. A última que inauguramos foi na Warta. Estamos trabalhando em todas as áreas para preservar o patrimônio público", contou.
O secretario municipal de Defesa Social ressaltou que um concurso com a expectativa de contratar mais 300 novos agentes deve melhorar os serviços do efetivo da Guarda. "Divididos por turnos e revezamentos, são no máximo 80 guardas por dia que estão nas ruas de Londrina. Queremos aumentar esse número", afirmou. Todo o processo de seleção e treinamento deve ser finalizado até dezembro deste ano. Os novos agentes deverão estar nas ruas da cidade no início de 2012.
Novos equipamentos
Na última semana, a secretaria municipal determinou a compra de 90 pistolas para os guardas municipais. Melo contou que será realizado um curso de treinamento para o uso destas armas pela Polícia Militar (PM) de Londrina.
Nesta semana, chegam ainda para a Guarda Municipal mais 16 viaturas compradas pelo recurso do Pronasci, do Ministério da Justiça. "A Guarda conta hoje com bastante equipamentos. O Ministério Público Federal nos cedeu 10 motocicletas e nós também equipamos os agentes com algemas e coletes a prova de balas", complementou.
O secretário contou que está em processo de licitação a compra de mais 15 motocicletas e 30 câmeras de video-monitoramento para a cidade.
Corregedoria
Sobre os cerca de 15 processos que existem contra funcionários da corporação, o secretário informou que a Corregedoria da Guarda Municipal está em fase de finalização.
Os principais casos a serem investigados são de possível abuso de poder de funcionários da Guarda. Entre eles, os casos de dois agentes que portavam armas de fogo, equipamento que não é permitido. Um deles estava de folga e o outro estava em horário de serviço e foi atingido acidentalmente por um disparo na própria perna no Pronto Atendimento Municipal (PAM).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com