Páginas

05 janeiro 2011

Caminhão desgovernado destrói casa no Centro

Data: 04/01/2011
Edição: 5272
Um caminhão perdeu o controle e invadiu uma residência na tarde de ontem no Centro da cidade. Não havia ninguém na casa no momento da colisão. Segundo informações, o motorista tentou fugir do local, mas foi encontrado logo depois. Moradores reclamam do estado de abandono em que se encontra a rua onde o acidente aconteceu.

O caso ocorreu no cruzamento entre as ruas Sete de Abril e Lídia de Souza Gatti. O caminhão descia a rua Sete de Abril, que é de paralelepípedo. Com a chuva, o piso fica muito escorregadio. O veículo perdeu o controle e atingiu a residência, que teve sua entrada e parte de um cômodo destruídos.

O caminhoneiro deu ré e saiu do local. Logo depois, a Polícia Militar encontrou o homem. A Guarda Civil Municipal e a Defesa Civil estiveram no local. Segundo informações colhidas no local, a família que mora na residência está no Paraná, e por isso a casa estava vazia, não havendo nenhum ferido. Tapumes já foram colocados para proteger a residência. Uma ocorrência sobre o caso seria registrada no final da tarde.

Rua Sete de Abril

Os moradores da rua Sete de Abril disseram que esta não é a primeira vez que acidentes acontecem no local e que eles temem por uma tragédia caso não seja tomada nenhuma providência: “Já aconteceu de uma perua quase invadir uma das casas aqui. Em outro caso, um motoqueiro perdeu o controle e caiu debaixo de um carro”.

A reclamação é por conta da rua, que ainda é de paralelepípedos. Nela também há muitos desníveis. Com a chuva, o piso fica muito escorregadio, aumentando a possibilidade de acidentes.

De acordo com a síndica do prédio Sete de Abril, Wilma Pedroso, vários pedidos já foram feitos para a Prefeitura solucionar o problema, mas até agora nada foi feito: “Já ligamos por várias vezes no setor de Obras para falar sobre a situação, mas ninguém veio ver nada. Essa rua é muito perigosa”, declarou.

No prédio que fica na rua há uma grande quantidade de idosos. “Temos medo que um idoso caia por causa do piso escorregadio e se machuque com gravidade. Alguma coisa tem que ser feita aqui”, relata a síndica.

Para outro morador da rua Sete de Abril, o problema é o mesmo: “Já liguei lá, eles ficaram de vir aqui e nada. Essa rua está abandonada”. Com a construção da avenida Galileu Bicudo, o tráfego de veículos aumentou consideravelmente no local. “O movimento duplicou aqui, e nada foi feito pensando na rua”, comentou o morador.

Além de todos esses problemas, outro ponto que causa muito perigo na rua Sete de Abril é o fato de não respeitarem a sinalização: “O trecho final da rua é contramão, ou seja, é proibido subir. Porém, muitos motoristas não respeitam a sinalização e sobem. Quando saímos da garagem do prédio, precisamos ter atenção redobrada”, relata a síndica.

Fica proibida a reprodução total ou parcial das reportagens do site sem autorizaçao prévia do editor.

Fonte: http://jornalperiscopio.com.br/ler_materia.php?id=8301

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com