Páginas

02 outubro 2011

Plano de Cargos Carreiras e Remuneração da Guarda Municipal de João Pessoa


CMJP debate sobre a PCCR da Guarda, ZEIS e voluntariado

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), na sessão ordinária desta quinta-feira (29), recebeu nove matérias do Executivo Municipal para apreciação no plenário da Casa. Dentre elas está a regulamentação da Superintendência da Guarda Municipal e seu Plano de Cargos Carreiras e Remuneração (PCCR).

A matéria cria o novo organograma da Superintendência, versando sobre sua finalidade e competência, sua estrutura básica, corregedoria, assessoria jurídica, diretoria geral, cargos em comissão e funções de confiança.

“Pretendemos dar um novo direcionamento atual e contemporâneo às atribuições dessa instituição, que tem como missão constitucional a proteção, na esfera municipal, dos bens, serviços e instalações, atendendo a sua missão, enquanto poder de polícia administrativa da Guarda Municipal de João Pessoa”, justificou o Executivo.

Os principais pontos apresentados no documento são as diretrizes, objetivos e composição da Guarda, suas atribuições e todo o processo para investidura nos cargos através de concurso público, as determinações sobre os vencimentos, jornada de trabalho, evolução funcional, avaliação de desempenho e política de capacitação.

ZEIS

Com a finalidade de buscar a integração das classes sociais na cidade com equidade social no acesso à infraestrutura e acessibilidade, ou na otimização da infraestrutura existente, o Executivo Municipal também encaminhou à Câmara sete projetos que dispõem sobre a criação de Zonas Especiais de Interesse Social (Zeis), denominando os seguintes condomínios: da Paz, no Jardim Veneza; Girassol I, em Mangabeira; Índio Piragibe, na Ilha do Bispo; o Liberdade, o Cidadania e o Residencial Mauá, em Paratibe; Comunidade Saturnino de Brito, nas Trincheiras; e Comunidade Riachinho, no 13 de Maio.

Voluntariado

Em consonância com a lei federal 9.608/98 que trata sobre o serviço voluntário, o Executivo Municipal ainda enviou o projeto de lei que dispõe sobre a criação do serviço voluntário no município de João Pessoa e dá outras providências. De acordo com a matéria, o Executivo pretende incentivar a prática do serviço voluntariado com a finalidade de envolver a sociedade em ações direcionadas à assistência de caráter filantrópico. As atividades deverão estar de acordo com as ações implementadas pelo Executivo Municipal.

Serão considerados serviços voluntariados as atividades não remuneradas prestadas por pessoa física à entidade pública de qualquer natureza, ou à instituição privada sem fins lucrativos, que tenha o interesse social. Os serviços primarão pelas seguintes atividades: cuidados com gestantes, recém-nascidos,crianças, adolescentes, pessoas com deficiência e idoso; conscientização e prevenção ao uso de drogas e ao alcoolismo; alfabetização de adultos; educação para paz e respeito aos direitos humanos; a valorização e divulgação de atividades e manifestações culturais; promoção da cidadania e inserção social; preservação do meio ambiente; planejamento familiar; defesa civil e educação no trânsito.

Os voluntários receberão Certificado de Trabalho Voluntário, que poderá contar como pontos de ascensão funcional no caso do voluntário fazer parte do quadro efetivo do município. 

Assessoria 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com