Páginas

27 dezembro 2010

O Guarda Municipal "Reis, A+" do quartel de São Cristóvão...

O Guarda Municipal "Reis, A+" do quartel de São Cristóvão...

.








.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Ontem, sábado de Natal eu voltava de São Cristóvão por volta das 18 horas da tarde...

Exatamente na esquina da Rua Francisco Bicalho com Dom Pedro II um ônibus parou de repente...

Desceram dois rapazes carregando um terceiro...

Um segurava o sujeito pelos pés, outro pelos braços...

Três negros, de algo como 20 nos de idade, que me induziam preconceitos de bandidos...

O socorrido pendia a cabeça desacordado...

A primeira vista me ocorreu que teria acontecido tiroteio no ônibus e o sujeito havia sido baleado...

Parei o carro o lado deles que tentavam reanimar o sujeito...

Não havia ferimento de bala, não havia sangue algum...

O ônibus vai embora...

O sujeito se debate, um dos amigos tenta separar seus dentes...

Os outros carros parados no sinal tratam de sair rápido da cena apavorados...

Todos têm medo que acaba me contagiando...

Resolvo brigar contra o meu, já que jamais me perdoaria em me omitir...

Ofereço para enfiá-los no carro e seguir para o Souza Aguiar apesar do aspecto sujo deles..

Eles não aceitam...

Fico ao lado deles...

Ligo para o 193...

Não atendem...

Insisto, nada...

Ligo para o 194...

Não tem nada a ver...

Ligo para o 190, conto que o sujeito está em convulsão...

Todas ligações avisam que nossas conversas estão sendo gravadas...

Ótimo!

Me indicam que religue para o 193...

O 193 cai no Corpo de Bombeiros de Nilópolis...

Fico nervoso, brigo com os bombeiros que me atendem mas eles nada podem fazer já que a central de atendimento está desviando as ligações indevidamente para o Quartel de Nilópolis...

Uma confusão...

Outros taxistas param mas vão embora quando descobrem que se trata de um sujeito com aspecto pouco recomendável...

Lembro que se deixá-lo de lado pode acalmá-lo já que impossível separar seus dentes trincados...

Ele vai voltando a respiração embora sem sentidos...

Putz, devo confessar uma barbaridade: abri o porta malas e deixei a chave de rodas pra tentar me defender contra sei lá o que...

Daí, lembrei que estávamos no quarteirão do quartel da Guarda Municipal...

Dei volta de carro e fui até o quartel da GM...

Cheguei na portaria do quartel e narrei que estava com dificuldades de socorrer uma pessoa...

Daí começou a parte boa da história...

A Guarda Municipal mostrou seu lado de excelência...

Havia uma confusão de viaturas saindo - acho que para o show do Roberto Carlos - e mesmo assim fui atendido de pronto...

Pararam toda complicada operação para me escutar...

Contei que havia um cidadão passando mal nas imediações e não estava conseguindo contato com bombeiros...

Imediatamente se colocou na minha frente o Oficial do Dia que ligou direto para os bombeiros em canal reservado pedindo prioridade...

Mais...

Se prontificaram de ir até o local para checarem...

Coloquei os dois no táxi e chegamos até lá...

Não vou mais contar detalhes, mas tenho obrigação de narrar a eficiência da Guarda Municipal...

O Guarda Municipal que me atendeu de pronto tem a identificação "Reis e o tipo sanguíneo A+" no bolso do uniforme...

Reis foi de uma presteza que me deixou impressionado...

Eu imaginava que chegaria na porta do Quartel da Guarda Municipal e seria ignorado como taxista intrometido boboca me obrigando a utilizar outros canais...

Nada, conduziram o episódio com profissionalismo que a gente sempre espera...

Parabéns à Guarda Municipal...

Parabéns mesmo!

O Reis - e o Guarda que o acompanhou até o local - mesmo depois de chegar até os sujeitos de mal aspecto os tratou como cidadãos...

Foi ótimo presenciar a cena...

O motorista do ônibus que abandonou alguém na calçada se debatendo é um bandido miserável já que estava no caminho do Souza Aguiar...

Lamentável que não tive oportunidade de anotar a placa deste babaca...






Jorge Schweitzer




PS: Depois de tudo fiquei imaginando; se a gente fica comovido com um sujeito com aspecto de marginal passando mal em via pública, por que ninguém socorreu Joanna apesar de vê-la amarrada pelos pés e mãos sobre fezes e urina? Não sei... Vou morrer sem saber... Porisso, acredito que a Justiça tem obrigação de enquadrar todos que negaram socorro à menina Joanna...
Fonte: http://taxiemmovimento.blogspot.com/2010/12/o-guarda-municipal-reis-do-quartel-de.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com