Páginas

21 janeiro 2012

Resposta a Pesquisa Mulheres nas Instituições de Segurança Pública

Boa tarde Departamento de Pesquisas e Desenvolvimento de Pessoal da SENASP.

Diante da minha plena educação social e formal, e elevados conceitos que tenho de etiqueta que foi moldada quando da minha infância no "Cambridge College School for Boys" na velha e querida Inglaterra e ainda a educação profissional adquirida ao longo desses 24 anos de serviços prestados a comunidade joseense, vos tenho a dizer o seguinte sobre vossas pesquisas sobre perfil das Guardas Municipais, Mulheres na Segurança Pública, Se há Vida em Marte, Quem Matou Salomão Hayala e etc..

1. Procurem perguntar "essas coisas" aos profissionais que vocês prestigiam com liberação de cursos, pagos com recursos públicos, para "apenas alguns segmentos, que vocês da SENASP entendem exercer a função policial na sociedade, creio que Guardas Municipais não devem se manifestar em nada e nem perder o precioso tempo para apoia-los em pesquisas, estatisticas, preenchimento de formulários ou entrevistas, pois o retorno é infímo (microscópico mesmo), não somos contemplados com qualquer facilidade ou benesse por parte dos Srs e Sras, nada nos é facilitado, tudo que pedimos tem de ser com o "chapéu na mão", "esmolando", "Implorando" e em alguns casos até fazendo ameaças de dar visibilidade a "judiação" que vocês fazem com as Guardas Municipais e seus agentes, (exceto em alguns casos onde a cidade está sob tutela politica de vosso partido e ainda assim temos relatos de abandono institucional por parte de vocês do MJ e SENASP, mas na maioria desses cidades "chove bençãos da SENASP", é viatura, é moto, é colete, é taser, é dinheirinho do FNSP e etc.);

2. Se querem saber algo ou alguma coisa sobre perfil, rotinas ou algo que se assemelhe, saiam de seus confortáveis gabinetes em Brasilia (Já estive aí e sei que aí tudo é chik) e viajem para os mais distantes rincões do Brasil, lá encontrarão profissionais de segurança pública sem uma cadeira para sentar, sem um bebedouro de água potável, sem viaturas, sem motocicletas, sem armas, sem rádios, sem uniforme e até sem dignidade humana, tão essencial a vida, a qual temos que defender, muitas vezes sem te-la (dignidade humana), em sua forma mais rudimentar, tudo por conta da inércia administrativa, operacional e politica desse orgão que deveria ser a fonte de onde emanasse a legislação básica, a supervisão técnica, o apoio institucional e etc..

3. Todos os anos recebemos em nossas instituições um formulário em excel para ser preenchido, sob a promessa de possivel liberação de recursos, é um custo preencher tudo aquilo, enviar e confirmar, tenho em mãos todos os oficios feitos por vocês desde 2003 até 2011, todos os formulários foram respondidos em sua totalidade, apresentamos o diagnostico técnico da cidade e pedimos a nossa (municipio) inclusão no PRONASCI, e fomos atendidos??? NÃO!!!, a cada periodo é uma estorinha com um enredo novo, e a questão do INFOSEG para as Guardas Municipais??? se depender de vocês, jamais cumprirão o que determina um DECRETO PRESIDENCIAL que inclui os municipios na REDE INFOSEG, não poderia haver sequer questionamentos por parte de vocês, mas o que vemos??? só "enrolation", só "emblomation", e o "Marco Regulatório", algo que nunca veremos, pelo menos em nossa geração não!!!

Ainda querem que eu perca meu precioso tempo para responder formulário de pesquisa??? é ruim heim!!! vou estudar sobre o caso da falsa grávida de Taubaté que disse estar grávida de quadrigemeas e na verdade escondia 50.000 pistolas taser, 3.000 coletes balisticos, 2.000 rádios HT, 1.500 rádios base, 50.000 uniformes de GCM, 200 viaturas, 300 motocicletas e 40 telesalas EAD SENASP, na falsa barriga de silicone, material esse que seriam doados em 2012 as cidades "polarizadas" com as politicas publicas do país de tolos, quer dizer de todos.

Atenciosamente,


Elvis de Jesus
Cidadão Ocupado

Com cópia em carbono oculto para:

254 Operadores de Segurança Pública das Guardas Municipais e suas principais lideranças politicas
Jornal O Estado de São Paulo
Jornal O Folha
Jornal Zero Hora
Jornal O Globo
Chefia de Gabinete da Presidenta da Republica
Presidencia do SENADO
Presidencia da Camara dos Deputados
Ministro da Justiça
Ministro do Trabalho
Ministro da Controladoria Geral da União
Procurador Geral da Republica
Secretaria Nacional de Segurança Pública
Conselho Nacional de Segurança Pública



From: ead@infoseg.gov.br
Subject: Pesquisa Mulheres nas Instituições de Segurança Pública
Date: Sat, 21 Jan 2012 08:54:16 -0200

Prezado Profissional de Segurança Pública, A Secretaria Nacional de Segurança Pública - SENASP/MJ está realizando pesquisa sobre a presença de mulheres nas Instituições de Segurança Pública. Trata-se de uma iniciativa pioneira, que visa a elaboração de um perfil nacional das mulheres integrantes das Polícias Civis, Polícias Militares, Polícias Científicas e dos Corpos de Bombeiros Militares. A pesquisa procura obter informações de forma mais ampla e aprofundada para a composição deste perfil, buscando conhecer as atividades que as mulheres realizam, as condições que encontram para o desempenho de suas atividades cotidianas, suas principais demandas e dificuldades, as iniciativas institucionais para qualidade e valorização profissional, qualidade de vida e saúde. Ao traçar este perfil, a pesquisa espera contribuir para dar visibilidade às mulheres integrantes das Instituições de Segurança Pública, razão pela qual também são abordados aspectos das relações profissionais entre homens e mulheres em cada uma das Instituições pesquisadas. A colaboração de todas as mulheres profissionais de segurança pública é muito importante para a pesquisa. Esclarecemos ainda que as respostas são anônimas, por meio do questionário online e deve ser feita por um único acesso e apenas por profissionais do sexo feminino.
O questionário estará disponível a partir de 20 de janeiro até o dia 20 de fevereiro de 2012 nos links abaixo conforme a instituição da respondente.
Polícia Civil:
https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dEdDcTZfTWkyeGNVOWxkLWNlOE1Jd0E6MQ
Polícia Científica:
https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dG1qQW0zMXRRNE5pMlVxRGJnemVjUVE6MA
Polícia Militar:
https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dG14eEZOQkNjS2lQSmVPRlk5b01wRkE6MA
Corpo de Bombeiro:
https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dF9uQnBQN09qMUo4elNBTnZHRm5RZ0E6MA

Os resultados da pesquisa serão transformados em uma publicação e divulgados posteriormente no site do Ministério da Justiça. Espera-se ainda que o relatório final subsidie a elaboração e implementação de políticas específicas de valorização profissional, saúde e qualidade de vida para as mulheres do segmento. Na expectativa de contar com a participação de todas as mulheres profissionais de segurança pública, antecipadamente agradecemos sua disponibilidade e colaboração também na divulgação. Cordialmente, Equipe Projeto Qualidade de Vida/Pesquisa Mulheres nas Instituições de Segurança Pública Departamento de Pesquisa, Análise da Informação e Desenvolvimento de Pessoal em Segurança Pública - DEPAID Secretaria Nacional de Segurança Pública - SENASP

Um comentário:

  1. Inspetor, parabéns por suas palavras, tenho acompanhado seu trabalho e admiro sua coragem para lutar por seus direitos, realmente se a equipe do Senasp vier aqui no nosso quartel verá que suas palavras são a mais pura verdade.
    E quanto as condições de trabalho para o efetivo feminino não é diferente do masculino, nós Mulheres não precisamos de protecionosmo moral pois, cabe a nós conquistar-mos o respeito dos colegas nos impondo como profissionais e não é uma instituição que esta em brasilia que vai mudar isso. É uma questão de carater, de escolhas, agradeço a preocupação do Senasp. mas é domingo e tenho que adiantar o almoço para amanhã e colocar umas roupas de molho.
    Respeitosamente,
    SD BFEM Santana - Corpo de Bombeiros Bahia

    ResponderExcluir

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com