Páginas

09 janeiro 2012

Policiais vão trabalhar fardados em dias de folga


A partir do mês que vem, Niterói terá mais policiais militares circulando pelas ruas. Mas não se trata de reforço no efetivo do 12 BPM. A prefeitura vai contratar PMs que estiverem de folga, independentemente do batalhão em que estejam lotados, para reforçar o patrulhamento a pé e acompanhar operações de controle urbano, de fiscalização de posturas e de repressão ao transporte alternativo irregular, entre outras. O prefeito Jorge Roberto Silveira informou que, a princípio, serão contratados 70 policiais, o que representa investimento de R$ 2,8 milhões anuais. Esse número deve aumentar gradativamente até março. A verba faz parte dos R$ 7,8 milhões previstos no orçamento para a área este ano.
- O governo do estado está ainda disponibilizando 32 veículos para a prefeitura de Niterói. A Secretaria de Segurança e Controle Urbano terá os que precisar e os demais serão distribuídos para outros órgãos municipais. Acredito que estamos atendendo a um antigo desejo da população de Niterói - afirma o prefeito.
Jorge Roberto explicou ainda que a contratação dos policiais pode mudar a programação do concurso para a Guarda Municipal, anunciado para o início deste ano.
- O concurso sofreu atraso porque houve mudança na legislação. Mas, com esse projeto, resolvi adiar a divulgação do edital. Vamos experimentar a relação com a PM, e talvez haja redução significativa do número de vagas para guardas. Não vamos cancelar o concurso, porque precisamos de efetivo próprio - garante.
De acordo com o secretário municipal de Segurança e Controle Urbano, Ruy França, um dos objetivos da contratação dos PMs é não comprometer o efetivo do batalhão de Niterói.
- Esses homens serão empregados em nossas ações para que não tenhamos necessidade de acionar o reduzido efetivo do batalhão a cada nova atividade da secretaria. Sem contar que vão complementar o patrulhamento a pé e ajudar a reduzir a criminalidade em Niterói. Acredito que essa seja a forma mais eficaz de garantir a segurança de quem está transitando - afirma o secretário, que também é ex-comandante do 12 BPM.
Como a Polícia Militar está subordinada ao governo do estado, responsável pela segurança pública, a contratação só foi possível graças ao Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), que regulamentou os serviços informais dos policiais em dias de folga. Para evitar os chamados bicos, o governador Sérgio Cabral permitiu que órgãos conveniados contratem PMs que não estejam de plantão. Os praças receberão R$ 150 e os oficiais, R$ 175 por turnos de oito horas. Eles trabalham de farda e armados, mas ficam subordinados às determinações da Secretaria municipal de Segurança. O método já é experimentado pelas prefeituras do Rio e de Rio das Ostras.
Em Niterói, a proposta começou a ser debatida após uma indicação legislativa enviada pelo presidente da Câmara, Paulo Bagueira (PPS), e pelo presidente da comissão de segurança da Casa, Renato Cariello (PDT).
- A comissão nunca se limitou a discutir as ações diretamente relacionadas ao município. Sempre procuramos alternativas para que a prefeitura ajudasse o Estado a melhorar o patrulhamento. A população sempre expressou a necessidade de ter mais segurança - disse Cariello.
Para participar do programa, os policiais precisam ser voluntários, estar enquadrados, no mínimo, no bom comportamento e não podem estar respondendo a medidas disciplinares.
O coronel Wolney Dias, comandante do 12 BPM, acredita que a implantação do Proeis em Niterói pode estimular a tropa.
- Para a PM, é muito positivo, porque tira os policiais da clandestinidade, dando-lhes condições de aumentar sua renda, com segurança garantida pelo Estado - opina.
Ruas terão 20 câmeras de vigilância
Apesar de grande parte do orçamento de R$ 7,8 milhões estar comprometida com despesas para o pagamento de pessoal, o secretário Ruy França garante que a meta é investir em projetos que garantam mais segurança à população, em Niterói. Além do Proeis, outra aposta é a compra de 20 câmeras para monitorar as principais vias do município. Elas substituirão as já existentes, obsoletas, muitas das quais quebradas e fora de operação. Este investimento ficará em torno de R$ 100 mil.
As precárias imagens hoje transmitidas são enviadas à central de monitoramento da Guarda Municipal, na Rua Xavier Leal, no Centro, onde poucos monitores estão em funcionamento. Ruy França informa que pedirá ao comandante do 12 BPM, coronel Wolney Dias, que elas sejam monitoradas no próprio batalhão. Ele acredita que, deste modo, será possível garantir mais agilidade à atuação da polícia.
Outra proposta é a requalificação de guardas municipais, que a Secretaria municipal de Segurança e Controle Urbano promoverá em parceria com a prefeitura do Rio.
- Vamos atuar de forma efetiva na área da segurança em 2012 - garante França.
______________________________________________________
Nessas horas me pergunto:
- cadê o MINISTÉRIO PÚBLICO e o TRIBUNAL DE CONTAS???
Revogaram a Constituição de República Federativa do Brasil de 1988, e não fui informado.
Não sabia que convênio pode quebrar o rito estabelecido no Art. 37 da Carta Magna.
Quanta hipocrisia em um país governado por ignorantes ou oportunistas, prefiro crer no primeiro.
Autor: Claudio Frederico de Carvalho

Um comentário:

  1. ESTE PREFEITO DE NITEROI E UM DAQUELES, QUE NAO HONRA O CARGO DE PREFEITO.SENDO OMISSO A SUA FUNÇAO DE CHEFE DO EXECUTIVO MUNICIPAL, FICANDO A SERVIÇO DO ESTADO.AOS COLEGAS DE NITEROI VAMOS LEMBRAR DESTE PREFEITO NA PROXIMA ELEIÇAO.

    ResponderExcluir

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com