Páginas

21 agosto 2011

Guarda Municipal de Ponta Grossa precisa dobrar contingente


Comando da Guarda de Ponta Grossa revela que o efetivo de 170 agentes precisa ser dobrado para atender a demanda da cidade. Orçamento curto também dificulta o trabalho do órgão




Edimir: “Nossa cidade está próxima de chegar a 400 mil habitantes. Portanto, seria bom que contássemos com pelo menos cerca de 350 agentes na Guarda”



A Guarda Municipal de Ponta Grossa precisa dobrar o efetivo que possui hoje e receber mais investimentos em estrutura para poder atender a demanda da população. A afirmação foi feita ontem pelo comandante da instituição, Alessandro de Macedo, e reiterada pelo chefe da Guarda, o coronel Edimir de Paula, durante depoimento prestado à CPI da Segurança Pública. Atualmente, dos 170 agentes municipais, apenas 25 têm autorização para usar armamento e fazer o patrulhamento ostensivo nas três viaturas disponíveis para atender toda a cidade. Do restante, parte é responsável por cuidar dos prédios públicos e parte não tem o curso que permite atuar na patrulha.
“Creio que com 300 guardas seria de bom tamanho para atender melhor a população”, declarou Macedo, ao ser questionado pelos membros da CPI. Quando foi a sua vez de falar, Edimir reiterou a necessidade por mais efetivo e colocou que Ponta Grossa necessita de aproximadamente um guarda para cada mil pessoas. “Nossa cidade está próxima de chegar a 400 mil habitantes. Portanto, seria bom que contássemos com pelo menos cerca de 350 agentes na Guarda”, enfatizou Edimir.
Leia a matéria na integra no JM impresso.



Extraída de: http://www.jmnews.com.br/noticias/politica/5,11357,17,08,guarda-municipal-de-ponta-grossa-precisa-dobrar-contingente.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com