Páginas

26 julho 2010

Pai não aceita que chamem filha de manhosa e dispara tiros

Confusão

Pai não aceita que chamem filha de manhosa e dispara tiros

Situação aconteceu de madrugada na Unidade de Saúde do Cajuru
  25/07/10 às 18:17  |  Redação Bem Paraná com informações do portal Banda B
Uma confusão se formou na Unidade de Saúde do Cajuru (US) quando a médica disse que criança era manhosa. O pai, deseperado, roubou uma arma e disparou dois tiros no chão. O fato aconteceu por volta das 5h30 de hoje (25) o comerciante Lourival Ribeiro, de 34 anos foi ao postinho para trocar a receita médica de sua filha, de acordo com informações da Guarda Municipal, a médica disse que o excesso de choro da criança era um pouco de manha. O comerciante não gostou muito da história e começou a agredir verbalmente a médica.

Depois de um tempo de discussão, o Guarda Municipal da US foi chamado, após colocar Ribeiro para fora da US, o guarda e o comerciante começaram uma luta corporal. Populares que estavam no local seguraram o guarda e Ribeiro conseguiu pegar a pistola do guarda de disparou dois tiros no chão e fugiu com a arma.

O guarda da US pediu apoio e emprestou uma bicicleta para perseguir o agressor. Após a chegada de mais policiais Ribeiro foi detido e encaminhado ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac-Sul), anexo ao 8.º Distrito Policial, no bairro Portão, mas a arma ainda não foi encontrada.

Fonte: http://www.bemparana.com.br/index.php?n=152186&t=pai-nao-aceita-que-chamem-filha-de-manhosa-e-dispara-tiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com