Páginas

16 novembro 2012

Guarda-civil baleado em Carapicuíba morre


Waldomiro Hipólito estava à paisana quando foi atingido por disparos.

O guarda foi levado a um pronto-socorro, mas não resistiu


Do G1 São Paulo

Um guarda-civil foi morto a tiros no início da tarde desta quinta-feira (15) em Carapicuíba, na Grande São Paulo. Waldomiro Hipólito estava à paisana quando foi baleado. Ele era guarda em Osasco e fazia bicos para uma empresa que faz entregas de produtos vendidos pela internet. As informações são do SPTV.
Segundo informações da Polícia Civil, criminosos passaram em um carro e atiraram na vítima, que estava de moto na Rua Jade, próximo à Avenida Inocêncio Seráfico. Tentando fugir, ele bateu em um automóvel. Segundo testemunhas, já no chão, Waldomiro foi atropelado por seus atiradores.
O guarda foi levado ao Pronto-Socorro Vila Dirce, mas não resistiu. O carro que teria sido usado pelos criminosos foi encontrado abandonado próximo ao local do crime, de acordo com a polícia.
Violência
Seis pessoas morreram e 15 ficaram feridas entre a noite desta quarta-feira (14) e a madrugada desta quinta na Grande São Paulo. Entre os feridos, três eram policiais militares e foram internados. Um deles estava no Hospital Geral de Pedreira, na Zona Sul, e teve alta esta tarde. No ano, 92 policiais já foram assassinados no estado.
A onda de violência também chegou ao interior de São Paulo. Em Araraquara, cinco pessoas  foram mortas em dois bairros da cidade.
Outra cidade atingida foi Várzea Paulista, onde dois ônibus foram queimados durante a madrugada desta quinta. Em Itatiba, o alvo foi a moto de um policial militar. Ninguém se feriu.
Alckmin
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), ressaltou nesta quinta-feira (15) o número de moradores e o tamanho da região metropolitana da capital para comentar as mortes ocorridas em ataques na atual onda de violência. Segundo ele, é preciso cuidado para não se criar "uma campanha contra São Paulo", gerando "pânico na população".
“O estado tem tamanho de país, aqui é maior que a Argentina. A região metropolitana é a terceira maior metrópole do mundo, tem 22 milhões de pessoas. Então é preciso dar o devido... senão se cria uma situação muito injusta, quase que uma campanha contra São Paulo. E não é possível fazer isso e ainda criar uma situação de pânico na população”, disse nesta quinta-feira durante uma visita ao Terminal de ônibus Varginha, na Zona Sul da capital paulista. Noventa e dois policiais foram mortos em todo o estado desde o início do ano.
Extraído de: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2012/11/guarda-civil-baleado-em-carapicuiba-morre.html
Para ler mais notícias do G1 São Paulo, clique em g1.globo.com/sp. Siga também o G1 São Paulo no Twitter e por RSS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com