Páginas

12 janeiro 2010

Policiais indiciados por morte de guarda em São Gonçalo

Os policiais civis Valério Rezende Veloso e Cláudia Simone dos Santos, além da guarda municipal Mônica dos Santos, estão sendo indiciados pelo Ministério Público, como supostos autores do assassinato do guarda municipal Jorge Rigão Pinto, o Mancha, 31, executado com tiros na nuca em 30 de março de 2001, em Itaúna.

O corpo de Mancha foi desovado na Travessa Ernestina Pires, próximo a um terreno baldio e encontrado por populares. O crime, segundo investigações, foi praticado como vingança, já que Mancha teria espancado Monica, sua ex-mulher, ao descobrir que ela tinha um amante.

Mônica é irmã de Cláudia, que teria envolvido o colega, Valério Rezende. Ele acabou sendo apontado como o autor dos disparos que mataram Jorge.
Dias antes do crime, Jorge teria escrito uma carta que foi encaminhada a 74ª DP (Alcântara), ondes incriminava as irmãs por planejar sua morte.

Durante as investigações, que teriam ficado a cargo da 72ª DP (Mutuá), o inquérito teria sido falsificado. Tempos depois, advogados da família da vítima teriam conseguido reunir provas da falsificação que apontavam a participação ds acusados.

Na ocasião do crime, Jorge estava à disposição do Tribunal Regional Eleitoral de São Gonçalo. Ele já estava separado da mulher, com quem tinha um filho de 2 anos.

A juíza Patrícia Acioli, da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, analisa o pedido de prisão solicitado pela Defesa contra a policial Cláudia Simone. A data do julgamento dos envolvidos, deverá ser definida dentro de 10 dias.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com