Páginas

03 março 2014

Assembleia Legislativa presta homenagem à Guarda Municipal de Curitiba



"Menção Honrosa"


A Assembleia Legislativa do Estado do Paraná, por proposição do Deputado Mauro Moraes e aprovada pela maioria e pela Mesa Executiva da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná, concede voto de Congratulação e Louvor a servidores da Guarda Municipal de Curitiba, pelos valorosos serviços prestados à Segurança Pública do Paraná. Curitiba 30 de novembro de 2013.

Por Nádia Fontana
A Assembleia Legislativa promoveu no final da tarde desta sexta-feira (29) uma sessão solene em comemoração ao 27º aniversário da Guarda Municipal (GM) de Curitiba e aos 25 anos da segunda turma do curso de formação técnico-profissional para guardas municipais. Durante a cerimônia, uma proposição do deputado Mauro Moraes (PSDB), presidente da Comissão de Segurança Pública do Legislativo, agentes da corporação foram homenageados em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à sociedade.

O deputado Mauro Moraes destacou que o trabalho da corporação tem contribuído para a redução da violência, garantindo mais segurança à população, sempre buscando a prevenção e a integração com a comunidade. Segundo ele, a solenidade era um momento muito importante, em que se reconhecia com toda justiça o valor da guarda municipal. "O trabalho desses profissionais tem sido de grande relevância para a população e também para as forças de segurança, que passam a contar com reforço em várias operações. É um prazer e uma honra participar desta homenagem", declarou.

O diretor da Guarda Municipal de Curitiba, inspetor Cláudio Frederico de Carvalho, um dos homenageados, afirmou que a corporação nunca foi tão valorizada e reconhecida. Do efetivo de 1,5 mil profissionais, cerca de 1,1 mil passaram, desde o início deste ano, por cursos de capacitação, em um projeto inédito de reciclagem. Além disso, em dezembro deve ser anunciado um concurso público com a abertura de mais 400 vagas. De acordo com Carvalho, a intenção do Governo municipal é contratar mais 1,5 mil profissionais nos próximos três anos.

O inspetor enfatizou ainda a relevância de diversas ações lançadas neste ano, o que confirma a tendência de aproximação da Guarda com a comunidade. Um dos exemplos é o Módulo Móvel Itinerante (MMI) instalado em vários locais da Capital paranaense, promovendo um diálogo direto entre a GM e a população. Em Curitiba, os guardas municipais atuam nas escolas municipais, creches, postos de saúde, parques, praças, bosques, armazéns da família, no transporte coletivo e demais equipamentos da prefeitura, visando a proteção da população, dos bens, serviços e instalações, através do trabalho preventivo. A função da corporação é de gerir ações de suporte operacional e logístico voltadas aos núcleos regionais da Defesa Social no desempenho das atividades de segurança e proteção à população, bens, serviços e espaços do município.

A solenidade contou com as presenças de diversas autoridades, entre elas, o tenente-coronel Heraldo Regis da Silva, representando a Secretaria de Estado de Segurança Pública; Álvaro Pereira de Souza, representando a Universidade Federal do Paraná; o coronel Fabio Mariano de Oliveira, comandante do 6º Grupamento do Corpo de Bombeiros; o tenente-coronel João Jayme Cabral, presidente da Cevan/PMPR -- Comunidade Evangélica da Polícia Militar do Paraná; o delegado Kiyoshi Hattanda, da Polícia Civil do Estado; e o vereador Beto Moraes (PSDB), representando a Câmara Municipal de Curitiba.

Histórico -- Em 1986, quando a cidade de Curitiba enfrentava um aumento nas depredações nos espaços municipais, surgiu a proposta de se criar um grupo diferenciado, onde a proteção à população seria prioridade. Com este intuito, em 17 de julho daquele ano, o prefeito municipal sancionou a Lei n.º 6867/1986, que criou o Serviço Municipal de Vigilância (VIGISERV). Logo em seguida, foi formada, em 4 de agosto de 1988, a primeira turma de guardas municipais.

No início eram apenas 110 profissionais, que atuavam em conjunto com os demais organismos de segurança pública, para garantir a segurança, prevenir acidentes, como também orientar os munícipes. Hoje, além de atuar de forma direta em mais de 516 equipamentos municipais, os GMs são responsáveis por ações de combate à pichação, desenvolvem ações em conjunto com as polícias civil e militar e outros órgãos públicos, auxiliam na fiscalização urbana e na prevenção e proteção do transporte coletivo (em parceria com a URBS), entre outras atividades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela sua contribuição.
Inspetor Frederico

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com